Fundação Municipal de Cultura divulga edital para realização de oficinas no Centro Cultural
07 de Fevereiro de 2019


...

A Fundação Municipal de Cultura de Balneário Piçarras lançou hoje (08), o Edital que oferece o espaço da sua galeria para realização de oficinas. Os interessados em ministrar oficinas, tem até o dia 27 de fevereiro para inscreverem seus projetos com uso do espaço do Centro Cultural Luiz Telles.

Cada professor de oficina, receberá o valor de R$ 50,00 (cinquenta reais) por hora de realização de projeto. Segundo Silvana Rebello, Presidente da Fundação Municipal de Cultura, "os projetos devem ser de atividades práticas, lúdicas e de fruição cultural, que instiguem a experimentação, a reflexão, a iniciação de prática artística, a formação de grupos e a socialização, e que também proporcionem o conhecimento aos participantes."

As propostas serão avaliadas de acordo com os critérios estabelecidos e receberão nota de 0 (zero) a 100 (cem) pontos. Clareza e mérito da proposta, Viabilidade de implementação do projeto conforme plano de trabalho apresentado, métodos de trabalho escolhidos em relação ao público alvo e experiência comprovada em atividades artístico-pedagógicas adequadas ao perfil de cada linguagem (material de mídia, clipping, certificados, registros, cartas de declaração, etc.) serão os critérios de avaliação.

Cada proponente poderá realizar até 3 (três) inscrições em diferentes. Os projetos credenciados integrarão um banco de dados específico, que terá prazo de validade de 18 (dezoito) meses da data da publicação dos resultados. As oficinas poderão ser prorrogados prorrogado por até mais 6 (seis) meses, havendo interesse da Fundação Municipal de Cultura.

Documentação exigida para inscrição:


- Ficha de inscrição totalmente preenchida e assinada (Anexo III);

- Projeto de oficina contendo descrição da oficina incluindo objetivo, método a ser aplicado e justificativa, cronograma e descrição das atividades a serem realizadas em cada encontro (Anexo IV); 

- Curriculum Vitae atualizado com a formação e experiência profissional do oficineiro; 

- Comprovação de experiência em atividades artístico-pedagógicas adequadas ao perfil de cada linguagem (no mínimo, 02 comprovações de projetos diferentes realizados pelo oficineiro) e documentos adicionais (diploma, certificados, material de comunicação impresso/digital, portfólio etc.).